3 SEMANAS PELO SUL DE ESPANHA

Sul de EspanhaPrimeiro país em viagem, durante três semanas percorri praticamente toda a costa sul de Espanha desde Huelva até Barcelona, não vou falar de tapas, paellas, touradas nem essas coisas que já toda a gente sabe, vou falar da minha experiência como turista com orçamento magro e com muito tempo livre.

Fiz Paragens mais demoradas em alguns locais. Cadiz para o Carnaval, que aparentemente é dos melhores do sul de Espanha, na noite de sábado toda a gente se junta na praça central da cidade, mascarada, a festejar (e a beber muito, não tive culpa, fui vitima da energia contagiante do Carnaval), alem disso a cidade tem bastante interesse turístico e coisas para ver, e é fácil de ficar na caravana. À saída parei na praia de Bolonia, um paraíso meio perdido entre os montes, fantástico para caravanas.

Depois disso segui para o ponto mais a sul de Espanha Gibraltar, um país independente sobre o qual já fiz um artigo especifico.

Chegando a costa sul de Espanha propriamente dita, parei em Benalmadena para umas fotos, um dos sítios favoritos do verão e das viagens de finalistas, claro que sendo inicio do ano estava pouca gente, muito do comércio ainda estava fechado e havia pouco para ver e fazer.

Sul de Espanha

E como estava bom tempo segui até ao interior a Granada com a intenção de visitar a Sierra Nevada, onde passei três dias, sendo o primeiro de verão, e os outros dois de frio e nevões fortes, aos quais sobrevivi mesmo com a carrinha completamente congelada, a Volkswagen LT têm se revelado uma lutadora e estado a altura da vida acima dos 2000 metros de altitude e permitiu-me sobreviver a uma noite em que as temperaturas chegaram aos -16º.

Depois da neve voltei à praia, o destino escolhido foi Benidorm, dias de verão novamente, a avenida principal cheia de vida e animação… bem… animação, a vida dos cidadãos seniores Ingleses que por lá passam os meses de inverno a procura do sol do sul de Espanha e enchem a cidade, e as esplanadas é muito relativa, para alguém mais jovem torna se um pouco estranho aquele ambiente.

Saindo da confusão, fui até Calpe para um dia mais pacifico, e treinar um pouco, seguindo depois até Valência para uns dias mais animados, Valência tem uma grande vida universitária, e uma praia perto da zona das universidades, onde acabei por ficar uns dias, escusado será dizer que dias quentes e uma praia cheia de universitárias e vida me fizeram ficar.

Sul de Espanha

Para terminar, fui até a capital da Catalunha, Barcelona, onde após uma grande luta lá me consegui instalar e estacionar, não é mesmo uma cidade para caravanistas pobres, todos os parques são pagos e os que não são pagos, são reservados a isto ou aquilo mas é natural um pouco por toda a costa sul de Espanha.

Mas lá fiz o roteiro da cidade durante uns dias, adorei o museu de arte antiga, (gratuito, pelo menos no dia em que fui, talvez por coincidir com o local da meta da maratona de Barcelona no mesmo fim de semana). Com algumas obras já a rondar os 1000 anos, e algumas mais recentes com trabalhos de Pablo Picasso, Miró ou Güel, mas chega de turismo fino, e visitem o museu que vale a pena mesmo que seja a pagar.

Segui o roteiro pela Plaza de Catalunya, Sagrada Familia, Camp Nou e as praias, que estando dentro da cidade são fantásticas mesmo assim, acabei por me perder pela cidade quase cinco dias, seguindo depois para Andorra, um novo e brutal país entre os Pirinéus sobre o qual irei escrever em breve.

Recomendo uma visita ao site do “Turismo de Espanha” que pode ser útil no planeamento da vossa próxima viagem, quanto a mim fiquei fã do sul de Espanha, e sei que deixei muito por ver já de propósito para me obrigar a voltar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *