VANLIFE STORIES – PORQUÊ 1 CARRINHA VELHA?

 

VANLIFEQuando decidi embarcar nesta aventura de conhecer a Europa em modo vanlife, tinha duas possibilidades,”mochilar” ou de carrinha / motorhome, a primeira possibilidade era a mais fácil e imediata, mas não me agrada a ideia de andar a carregar com todas as minhas coisas e a limitação de provavelmente só poder ficar em cidades maiores com hostels ou utilizadores de websites de couch surfing, para não falar da dependência de boleias ou transportes públicos para chegar aos meus destinos.

Acabei por optar por viajar de caravana e viver o sonho da vanlife, neste caso feita à medida de acordo com as minhas necessidades (podem ver como ficou o projecto aqui Carrinhas).

Quanto a ter preferido uma carrinha a uma tradicional autocaravana, a minha opção prendeu-se pela questão dos custos, e da facilidade de conduzir e estacionar uma carrinha normal, assim posso estacionar em qualquer espaço ocupando a mesma área de um automóvel comum e assim estacionar de uma forma mais simples e discreta num qualquer bairro residencial na maioria das cidades e normalmente de forma gratuita.

Carrinha

Por último algumas pessoas questionaram a minha opção por uma motorhome mais antiga (1988) em relação a um modelo mais recente, económico e confortável. Primeiro ponto a favor foi o custo, esta carrinha já legalizada como autocaravana apesar de precisar de um grande trabalho de restauro ficou bastante em conta. Segundo ponto, pela sua antiguidade é uma carrinha com um motor bastante simples e à partida fiável permitindo por isso que eu próprio com conhecimentos básicos de mecânica consiga resolver alguns dos problemas que possam surgir em viagem sem ter de recorrer ao serviços de uma oficina (sim, vanlife também é ser mecânico), e que se tiver de o fazer facilmente qualquer pequena oficina poderá resolver o meu problema.

Podem acompanhar tudo o que faço no meu Instagram, agradeço a visita, e se seguirem a página seria perfeito, publico lá muita coisa de vanlife e do meu dia a dia.

Fiz um pequeno vídeo acerca deste tópico espero que o apreciem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *