1 SEMANA NOS PAÍSES BAIXOS

 Países Baixos Os Países Baixos , como não podia deixar de ser, fizeram parte do roteiro desta minha viagem de carrinha de 10 meses à descoberta da Europa, e foi mais um dos países que apesar de eu estar preparado para uma experiência positiva, foi melhor do que esperava neste artigo vou contar um pouco sobre a minha experiência nesta primeira passagem pelo “Reino dos Países Baixos”.

Sai da Alemanha com destino a Amesterdão, a famosa cidade do pecado, passei lá uns dias, encontrei um belo sitio para estacionar a carrinha a apenas 15 minutos do ferry gratuito até ao centro da cidade, explorei o Red Light District onde vi as meninas nas montras, a canábis e os belos edifícios desta célebre zona histórica, perdi me pela cidade apesar de o tempo não ser o melhor esta foi uma das minhas cidades favoritas da viagem, e não, não foi pela canábis e as meninas, é tudo. O ambiente, as pessoas a liberdade, a alegria e ok admito que ver meninas semi-nuas em janelas também tem a sua piada.

 Países Baixos

Segui depois depois a minha viagem pelos Países Baixos para Utrecht, é uma cidade não muito grande perto de Amesterdão, mas calma e merece um bom passeio a pé se por acaso passarem por lá, muito verde, muitos jardins incluindo alguns secretos nas traseiras dos edifícios, que os habitantes cuidam ao longo de todo o ano e nesta altura com as cores de outono nas árvores têm uma certa magia, dá um certo gozo andar assim a descoberta de jardins perdidos pelos Países Baixos.

 Países BaixosA viagem seguiu para Roterdão, uma cidade moderna, com edifícios brutais, não me baseio em factos mas pelo que vi deve ser uma das capitais da arquitectura tal não é a variedade de edifícios diferentes que por lá há para explorar, fiquei fã, no vídeo que acompanha este artigo podem perceber um pouco melhor do que estou a falar, não sei mesmo como explicar por palavras.

Saindo de Roterdão junto à costa do Atlântico fiz uma pequena paragem de um dia em Middleburg, mais uma pequena cidade com uma bela marina e um centro da cidade bastante bonito, antigo e com muito movimento que me agradou bastante.

Terminei a passagem por este país em Sas Van Gent, uma vila ou aldeia, não sei bem pegada com a fronteira da Bélgica com um parque de caravanas gratuito junto ao rio, ideal para recarregar baterias antes de mudar de país.

 Países BaixosQuanto ao país em si, como sabem gosto de bicicletas e não sou o melhor trepador, portanto este é um país perfeito para mim, quilómetros e quilómetros sem uma única subida e uns milhões de outros ciclistas para me acompanhar em todos os troços, ciclovias em todas as estradas, prioridade sobre os carros em alguns cruzamentos, enfim um luxo para qualquer apaixonado das bicicletas..

As pessoas que conheci todas foram fantásticas os Países Baixos foi o pais onde até agora tive menos dificuldades em comunicar em Inglês, o ritmo de vida parece calmo e descontraído, tudo bem organizado e civilizado, um nível de vida muito acima dos outros países por onde passei e que se nota só ao olhar em volta para as pessoas que nos rodeiam.

Não podia deixar de falar do verde, das flores, dos jardins, da água, enfim da natureza que marca a maioria da paisagem dos Países Baixos.

Havia proibições de estacionamento para caravanas na zona costeira, mas tirando isso, a Autoestrada é gratuita, as estradas são de ótima qualidade, os condutores são no geral bons e pacíficos e não tive dificuldades em estacionar em lado nenhum, incluindo em Amesterdão.

Visitem o site do “Turismo dos Países Baixos” para mais informações e dicas de sítios a visitar.

Fiquem com o meu tradicional vídeo desta fantástica nação que são os Países Baixos onde certamente vou voltar em algum momento no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *